sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

A falta




Era o ônibus que não passava
O celular que não carregava
A carta que não vinha
A mensagem que não chegava
O telefone que não tocava
A palavra que não se ouvia
A notícia que demorava.

Era a quebra da rotina
A vida diferente
O momento que não passava
A solidão do trabalho
O ócio da existência
O medo do desamparo

Era o coração apertado
A dor que batia
O medo que rondava
A esperança que não vinha


Era tudo isso 
Mas tudo isso representava apenas a falta.