sexta-feira, 27 de março de 2015

Uma simples despedida





Então vá. Viva feliz !

Muito bom saber que agora é capaz de caminhar por conta própria sem ninguém para te carregar nos braços.

Vá realizar os sonhos que deixou para depois, os objetivos que já poderia ter alcançados, mas que preferiu priorizar outras coisas antes.

Por favor apenas me guarde na memória. Me tenha por perto em seus pensamentos e lembranças. A minha felicidade é poder te ver feliz e desfrutando a vida em toda a sua beleza.

Não se sinta mal por isso. Viver é bom e por isso devemos aproveitar cada momento que temos.
Não se preocupe comigo.

Ninguém está te cobrando nada.

A ajuda que damos aos outros nunca é algo a ser contabilizado, é sempre gratuito sem exigirmos nada em troca.

Jesus certa vez nos disse que devemos ser como o sal que tempera sem aparecer. Sendo assim me considere como um possível sal que temperou sua vida em um momento difícil.
Guarde consigo o sabor proporcionado, os momentos vividos, as alegrias e as tristezas compartilhadas.

Que você seja feliz.

Saiba, no entanto, que sempre estarei aqui para você. Saiba que sempre que precisar de um ombro amigo ainda continuarei por aqui.

A partida várias vezes se torna inevitável, mas espero que vá sem culpa.

Se dependesse de mim penso que não me despediria jamais, afinal, sempre queremos que as boas companhias se façam sempre presentes. Mas ao mesmo tempo, esse despedir mostra um sinal de maturidade, tanto para mim quanto para você.

Me despeço então esperando te rever em breve.