sábado, 23 de outubro de 2010

A um irmão querido





É, lá se vão 18 anos.

Lembro do seu primeiro dia, lembro de ter te visto envolto naqueles lençóis, chegando em uma casa pela primeira vez.

Tudo novo, olhos fechados, e como tudo na vida, aqueles olhos se abriram rapidamente, e começou a contemplar o mundo.

Mundo novo para uma pessoa nova.

E os tempo passou...

E as brincadeiras foram muitas, os choros foram muitos, as preocupações foram muitas, mas em todos esses momentos bons e ruins podíamos perceber algo de bom florescendo, algo divino acontecendo, um caráter se formando, uma visão de mundo sendo adquirida.

E nisto, nos sentíamos orgulhosos, nisto os nossos corações se alegravam.

Foi bom te ver crescer, poder estar contigo neste tempo todo, poder te ajudar a se tornar uma pessoa amável, querida por muitos, líder de vários.

Que nesta nova fase que se inicia em sua vida, você possa lembrar do que foi ensinado, que seu coração possa guardar os conselhos dados.

"Sobre tudo o que deve guardar, guarde seu coração", já dizia o provérbio bíblico.

Espero que mesmo se o nada algum dia vier sobre você e a angústia tentar te dominar, você se lembre que existem pessoas que te amam e sempre torcerão para o seu bem.

Fico muito feliz e grato a Deus que permitiu que você viesse ao mundo, crescesse, aprendesse boas coisas e fosse acima de tudo meu irmão.

Talvez estas pequenas palavras que me trazem tão boas memórias e faz meus olhos encherem de lágimas não consiga expressar no momento o que quero, mas sei que compreenderás a intenção do gesto simples.

É bom te ter por perto, é bom te ter como irmão. Te amo meu irmão querido!