sexta-feira, 7 de agosto de 2009

ovelhas e pastores





"Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:
Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas; ssim diz o Senhor DEUS: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as minhas ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e não lhes servirão mais de pasto. E suscitarei sobre elas um só pastor, e ele as apascentará; o meu servo Davi é que as apascentará; ele lhes servirá de pastor. (Ez: 34: 2-10)

Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. (Jo 10:10)

E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, (Ef 4:11)




Sou contra essa divisão entre pastor e ovelha !
Se a gente olha na Bíblia, o pastor sempre cuida das ovelhas, porque elas não sabem cuidar de si mesmas. Elas são animais indefesas que precisam de alguém que lhes diga o que fazer. O pastor faz esse papel. Ele orienta as ovelhas o caminho que devem seguir, as conduzem de volta para o aprisco, e faz com que os lobos não as ataquem enquanto elas estão se alimentando ou dormindo.
O pastor também é responsável por providenciar comida, cuidar das feridas, e fazer tudo que as ovelhas necessitem para viverem bem.
Esse é o papel do pastor das ovelhas.
Jesus se considerou o bom pastor. Pois o bom pastor dá a vida pelas ovelhas. Coisa que Jesus fez de forma literal. Nós enquanto ovelhas, tivemos um bom pastor que deu a vida por nós para que vivêssemos em seu lugar.
A minha queixa é tentar transferir esse papel de "pastor" e "ovelhas" para dentro da instituição evangélica.
Acho que isso evidencia vários "acordos silenciosos" no meio da instituição.
Primeiramente, se me considero ovelha, penso que, por mim mesmo, sou indefeso, e não sei lidar com meus problemas sozinho, e por isso preciso de um "pastor" que me mantenha no caminho, uma vez que não consigo achá-lo por mim mesmo.
E pelo lado do "pastor", o que mais se vê são pastores que não dão a vida pelas ovelhas, mas antes as engolem em nome de sua função. Abuso pastoral.
Temos uma definição de bom pastor, i.e, aquele que dá a vida pelas ovelhas. Podemos inferir que todo pastor que não dá a vida pelas ovelhas, não é um bom pastor.
Se ainda se insiste em usar a terminologia de "ovelhas" e "pastor" para diferenciar "membros" de "liderança", então temos um sério problema que é o fato da maioria dos pastores que encontramos por aí, estão muito pouco dispostos a darem suas vidas pelas ovelhas.
Em vários casos, estão mais preocupados em saber se a igreja está tendo entradas de dízimo, ofertas, do que preocupados em saber se existe algum membro precisando de auxílio.
Um problema talvez um pouco mais grave, seja que, ao definir o membro como ovelha, e a liderança como pastor, se define aqui uma hierarquia que geralmente é usada para dominação por parte da liderança.
Se o membro é ovelha, de antemão se deduz que este precisa ser guiado, que todo pensamento que este tiver, deve ser avaliado antes de ser exposto.
O pastor ditará o que a ovelha deverá fazer, e o papel da ovelha, é o de obedecer... Afinal, ovelhas são bichos dóceis, não muito inteligentes.
Enquanto o pastor, é aquele que sabe os caminhos...
O que vemos nesses casos? Vários e vários membros sofrendo por abusos pastorais, ao passo que o pastor, se embanturra com a carne das ovelhas.
Algo interessante é que no antigo testamento, os pastores eram usados como exemplos do cuidado de Deus para com o seu povo. E Deus faz várias críticas a vários "pastores" que estavam guiando seu povo para a perdição. E isso seria cobrado.
Vem Jesus e demonstra o que é ser um bom pastor. Ele dá a vida pelas ovelhas.
Depois de Jesus, não se vê mais falando em "pastor" e "ovelhas", mesmo porque as reuniões eram feitas nas casas... Há uma referencia de Paulo em Efésios sobre os pastores, que Deus instituiu, penso que estes dariam a vida pelas ovelhas...
Depois de muito tempo, hoje pastor já é profissão. Há muito deixou de ser ministério. Há casos que nem mesmo curso é preciso para ser "pastor"...
E enquanto isso, os membros sofrem.
Como podemos ver em Ezequiel, a situação não é nova. Desde lá, havia pastores que apenas se alimentavam das ovelhas.
Sugiro uma renomeação.
Só chamaremos "pastores" àqueles que dão a sua vida pelos membros dos quais são responsáveis enquanto liderança (Só aí, penso que comprometemos por demais a maioria dos pseudo-pastores que vemos por aí)
E não seremos mais ovelhas de qualquer pastor, mas apenas ovelhas do Bom Pastor, seres pensantes, que reconhecem a voz do Bom Pastor, afinal, "as minhas ovelhas conhecem a minha voz".
Penso que há várias ovelhas espalhadas por diversos apriscos.
E como sabemos que são ovelhas que seguem o Bom Pastor?
Simples: Pelos frutos se conhece a árvore!
Sigamos portanto o Bom Pastor.