quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Gostaria de saber...




Gostaria de saber

Por que reergueste o muro que parecia próximo a queda?
Por que ages como se estivéssemos a quilômetros de distância?
Longe o bastante para que nenhuma palavra que eu diga te alcance?
Longe o bastante para não perceber que nada mudou?

Todos nós temos muros, todos nós nunca nos revelamos como somos
Sempre escondemos algo das pessoas, nunca somos transparentes o suficiente.
Talvez seja isso uma forma de defesa.

Eu só gostaria de saber se estamos bem.
Só gostaria de saber se ainda temos algo
Se ainda poderemos habitar o mesmo espaço que sempre habitamos.
Saber se é apenas um período, uma fase, ou é algo que decidiste para a vida.

Sei que não gosta de prospectos, sei que prefere ver o que acontecerá
Não criamos expectativas, afinal, elas só servem para nos frustrar quando não são correspondidas.

Mas mesmo assim gostaria de saber... Mesmo sabendo que talvez nunca saberei
Ainda assim gostaria de saber...