terça-feira, 5 de março de 2013

Uma reflexão esparsa... Nada conclusiva




Acredito que há dois indícios interessantes de que duas pessoas são realmente amigas.

O primeiro é o fato da pessoa dizer ao outro aquilo que a incomoda a qualquer momento. Não há necessidade de meias palavras, não há rodeios. Se aconteceu algo que desagradou, uma barreira foi excedida, um deslize foi cometido, prontamente os amigos verdadeiros vão dizer.
Eles não precisam enfeitar o ocorrido. Eles apenas dizem, e o outro compreende. Simples assim.
Esta facilidade na comunicação evidencia que o grau de cumplicidade de ambos atingiu um patamar elevadíssimo, afinal a cada dia que passa mais as pessoas se mostram indispostas a qualquer tipo de contrariedade. Várias não suportam nenhum tipo de admoestação, nenhum relato de deslize, enfim, nada que as tire do seu próprio "modus operandi".
Apenas o verdadeiro amigo encontra este canal aberto e diz o que tem pra dizer, e ao invés de ser mal compreendido é entendido, pois o outro que recebe a crítica também é um amigo. Esta facilidade de comunicabilidade, a meu ver, é um indício de que duas pessoas são realmente amigas.

O segundo é o fato de uma conseguir ficar em silêncio do lado da outra sem que isso vire um problema, sem que em sua mente você fique procurando algo para dizer para acabar com a quietude do momento. O silêncio entre ambos não indica neste caso uma falta de assunto, mas um excesso de cumplicidade. Eles estão ali, estão próximos, às vezes tem várias coisas para compartilhar, mas por algum motivo o silêncio passou a reinar entre eles, e isso em nada incomoda os presentes. O silêncio é um excelente teste para a amizade. Quando o fato de ficar em silêncio se torna insuportável ao outro, a meu ver, é sinal de que a amizade ainda não alcançou aquele lugar tão almejado. Falta ainda um patamar, talvez o último patamar. Talvez uma amizade verdadeira seja uma grande iniciação ao silêncio. Mas um silêncio de cúmplices e não um silêncio de incomodados.

Concluindo: A facilidade da comunicabilidade e o silêncio diante do outro são, a meu ver, os dois indícios de que duas pessoas são realmente amigas. Obviamente podem haver outros bons indícios, mas a meu ver estes dois são cabais e a prática deles entre os amigos verdadeiros é muito comum.

PS: Claro que o fato de estar sempre presente, se mostrar disponível, ser aquele em que se pode confiar, dizer o que quiser e ser compreendido, confidenciar coisas, sentir-se amado, acolhido, etc são características centrais de boas amizades, ressaltei as duas porque são geralmente pouco lembradas e a meu ver são boas provas de uma verdadeira amizade.

PS2 : Tenho poucos amigos assim e por isso sou tão grato por eles !