quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Diga uma palavra e ficarei curado !




É noite. aguardo algo novo, mas nada acontece.
Talvez uma ligação, talvez uma mensagem de texto, mas nada acontece

Fale comigo ! Mostre-me que se importa ! Não sejas apenas mais uma pessoa na multidão.

Multidão sem rosto, sem identidade, sem individualidade.
Multidão igual àquela entre a qual Jesus andava.
Por favor não seja isso !!!

Seja alguém que me incomode.

Seja como a viúva que importuna o juiz, como a mulher com hemorragia que empurra a multidão para tocar em Jesus, como Bartimeu que grita e faz Jesus mudar sua trajetória, seja o centurião que me interrompa no caminho, pedindo que faça algo que não estava planejado.

Seja alguém que me liberte.

Mas seja também alguém que sorri pra mim, alguém que veja minha angustia, alguém que contemple meu sofrimento diante de meus gestos mudos, diante de minhas poucas palavras.
Seja alguém que compreenda, alguém que me entenda, que me responde, que me pergunte, que questione minhas ações. Que me veja.

Seja essa pessoa.
Seja talvez esse telefonema no meio da noite, seja essa mensagem de texto que alegrará meu coração, seja isso.

Queira ser isso.

Como é difícil se expressar. Como é difícil se mostrar ao outro, como é difícil às vezes ser a palavra que liberta das trevas a alma do próximo. Quer esse próximo seja físico, ou metafórico.

Temos que aprender a usar as palavras. Dizer essas palavras que mudam o dia, a vida de alguém.

Falo talvez como o centurião: - Diga apenas uma palavra e ficarei curado !!!!

Fale comigo ! Diga que se importa !